Resistência e Capacitação

A ÉTICA DO CONTATO

A cada volta, os Aliados nos encorajam de tomar um papel ativo no discernimento e na oposição à Intervenção extraterrestre que está ocorrendo no mundo atualmente. Isto inclui discernir nossos direitos e nossas prioridades como o povo nativo deste mundo e estabelecer as nossas próprias Regras de Interação a propósito de tudo contato presente e futuro com outras raças de seres.

Olhando para o mundo natural e através a história humana, temos uma ampla demonstração das lições da intervenção: que a competição para recursos constitui uma parte integral da natureza, que a intervenção de uma cultura numa outra é sempre realizada para o interesse próprio e tem um impacto destrutivo sobre a cultura e a liberdade do povo que está sendo descoberto, e que os fortes sempre dominam os fracos se eles podem.

Enquanto é concebível que aquelas raças extraterrestres visitando nosso mundo possam constituir uma exceção a esta regra, tal exceção teria que ser provada sem sombra de dúvida, dando para a humanidade o direito de avaliar qualquer proposta de visita. Isto certamente não tem acontecido. Em vez disso, o Contato que a humanidade experimentou até agora tem contornado nossa autoridade e nossos direitos proprietários como povo nativo deste mundo. Os “visitantes” têm seguido sua própria agenda, sem ter consideração pela aprobação ou a participação informada da humanidade.

Como indicam claramente ambos os Relatórios dos Aliados e muitas das pesquisas nos OVNIs/ETs, o Contato ético não está acontecendo. Enquanto pode ser apropriado que uma raça estrangeira compartilhe sua experiência e sua sabedoria de longe, como fizeram os Aliados, não é apropriado para raças virem aqui sem serem convidadas e tentarem interferir nos assuntos humanos, nem mesmo sob o pretexto de nos ajudar. Dado o nível do desenvolvimento humano como raça jovem no presente, não é ético de fazer isso.

A humanidade não teve a oportunidade de estabelecer sua próprias Regras de Interação ou de delimitar as fronteiras que toda raça nativa precisa estabelecer para sua própria segurança e proteção. Tal coisa promoveria a unidade e a cooperação humanas porque seriamos obrigados de convergir para conseguir isto. Esta ação exigiria a consciência que nós somos um povo compartilhando um mundo, que não somos sóis no universo e que as nossas fronteiras para o espaço precisam ser estabelecidas e protegidas. Tragicamente, este processo necessário de desenvolvimento está sendo contornado agora.

Os Relatórios dos Aliados foram enviados para encorajar a preparação da humanidade para as realidades da vida na Comunidade Maior. De fato, a mensagem dos Aliados à humanidade é uma demonstração do quê o Contato ético realmente é. Eles mantêm uma atitude não-intervencionista, respeitando nossas habilidades e autoridade nativas enquanto encorajam a liberdade e unidade que a família humana precisará a fim de administrar nosso futuro na Comunidade Maior. Embora muita gente hoje em dia duvidam que a humanidade tenha o poder e a integridade para cumprir suas próprias necessidades e desafios no futuro, os Aliados nos asseguram que este poder, o poder espiritual do Conhecimento, reside em todos nos e que devemos usá-lo a nosso próprio favor.

A preparação para a emergência da humanidade na Comunidade Maior foi dada. As duas séries de Relatórios dos Aliados da Humanidade e os livros do Caminho do Conhecimento da Comunidade Maior são disponíveis aos leitores em toda parte. Eles podem ser visionados os www.alliesofhumanity.org/pt e www.newmessage.org/pt. Juntos eles fornecem os meios para neutralizar a Intervenção e enfrentar nosso futuro num mundo que está mudando ao limiar do espaço. É a única preparação deste tipo no mundo atualmente. É exactamente a preparação à qual os Aliados apelaram tão urgentemente.

Em resposta aos Relatórios dos Aliados, um grupo de leitores dedicados redigiram um documento intitulado a Declaração da Soberania Humana. Usando a Declaração da Independência dos Estados Unidos como modelo, a Declaração da Soberania Humana pretende estabelecer a Ética do Contato e as Regras de Interação que nós, como o povo nativo do mundo, precisamos desesperadamente a fim de preservar a liberdade e a soberania humanas. Como o povo indígena deste mundo, temos o direito e a responsabilidade de determinar quando e como as visitas acontecerão, e quem pode entrar em nosso mundo. Devemos deixar saber a todas as nações e grupos no universo que são cientes da nossa existência, que nós somos autodeterminados e intentamos exercer nossos direitos e nossas responsabilidades como uma raça emergente de pessoas livres dentro da Comunidade Maior. A Declaração da Soberania Humana constitui um começo e pode ser lida em linha no www.humansovereignty.org/portuguese-declaration.

 

 TOMAR AÇÃO – O QUE VOCÊ PODE FAZER

Os Aliados nos pedem de defender o bem-estar de nosso mundo e de nos tornar, na essência, nos mesmos Aliados da Humanidade. Todavia, este compromisso deve provir da nossa consciência, nossa parte mais profunda para ser real. Há muitas coisas que você pode fazer para contrabalançar a Intervenção, e se tornar uma força positiva de fortalecimento de si mesmo e de fortalecimento dos outros ao seu redor.

Alguns leitores expressaram sensações de desespero após leitura da matéria dos Aliados. Se você está experienciando isso, é importante lembrar-se de que a intenção da Intervenção é de lhe influenciar de tal maneira a aceitá-la e estar cheio de esperança quanto a ela, ou se sentir incapaz e impotente diante da sua presença. Não se deixe persuadir assim. Você acha sua força tomando ação. O que você pode realmente fazer? Há um monte de coisas que você pode fazer.

<>

Eduque-se

A preparação deve começar com a conscientização e a educação. Você deve ter um entendimento daquilo com o que está lidando. Eduque-se sobre o fenômeno OVNI/ET. Eduque-se sobre as últimas descobertas da ciência planetária e da astrobiologia que estão se tornando disponíveis a nós.

<>

Resista à influência do Programa de Pacificação

Resista ao Programa de Pacificação. Resista à influência de se ter tornar apático e indiferente com respeito a seu próprio Conhecimento. Resista à Intervenção através da conscientização, da advocacia e da compreensão. Promova a cooperação, a unidade e a integridade humanas.

<>

Se conscientize do Ambiente Mental

O ambiente mental é o ambiente do pensamento e da influência dentro do qual vivemos. Seu efeito sobre nossos pensamentos, nossas emoções e nossas ações é até maior que o efeito do meio ambiente físico. Atualmente, o ambiente mental está sendo diretamente afetado e influenciado pela Intervenção. É também afetado pelos governos e os interesses comerciais ao nosso redor. Se conscientizar do ambiente mental é essencial para preservar sua liberdade de pensar livremente e claramente. O primeiro passo que você pode tomar é de escolher conscientemente quem e o quê influencia seus pensamentos e suas decisões através das informações que você recebe do mundo exterior. Isto inclui a media, os livros e os amigos, a família e as figuras de autoridade persuasivos. Estabelece suas próprias linhas de orientação e aprenda a determinar claramente, com discernimento e objetividade, o quê as outras pessoas, e mesmo a cultura em geral, lhe estão comunicando. Cada um de nós deve aprender a discernir conscientemente a fim de proteger e elevar o ambiente mental dentro do qual vivemos.

<>

Estude o Caminho do Conhecimento da Comunidade Maior

A aprendizagem do Caminho do Conhecimento da Comunidade Maior lhe põe em contato direito com a mente espiritual mais profunda que o Criador de toda a vida tem colocado dentro de você. É ao nível desta mente mais profunda além do intelecto, ao nível do Conhecimento, que você está salvo da interferência e da manipulação de qualquer poder mundano ou da Comunidade Maior. O Conhecimento detem também para você seu maior propósito espiritual por vir ao mundo neste tempo. É o núcleo de sua espiritualidade. Você pode começar sua viagem no Caminho do Conhecimento da Comunidade Maior hoje, iniciando o estudo dos Passos para o Conhecimento online no www.newmessage.org.

<>

Forme um grupo de estudo dos Aliados

Junte-se a outros para formar um Grupo d’estudo dos Aliados, a fim de criar um ambiente positivo onde pode-se reflectir profundamente sobre a matéria dos Aliados. Temos descoberto que quando as pessoas lêem os Relatórios dos Aliados e os livros do Caminho do Conhecimento da Comunidade Maior a voz alta com outros num ambiente propício de grupo, e quando elas são livres para compartilhar perguntas e percepções, sua compreensão da matéria aumenta significativemente. Esta é uma maneira para você começar a encontrar outros que compartilham sua consciência e seu desejo de saber a verdade sobre a Intervenção. Você pode começar com apenas uma outra pessoa.

<>

 Preserve e proteja o meio ambiente

 Com cada dia que passa aprendemos mais sobre a necessidade de preservar, proteger e resituir nosso meio ambiente. Mesmo se a Intervenção não existia, isto seria ainda uma prioridade. No entanto, a mensagem dos Aliados nos dá um novo ímpeto e um novo entendimento da necessidade de desenvolver um uso sustentável dos recursos naturais do mundo. Se conscientize do modo que vive e do quê consome e descubra o que você pode fazer para ajudar o meio ambiente. Como os Aliados enfatizam, a nossa auto-suficiência como raça será necessária para salvaguardar nossa liberdade e nosso progresso dentro de uma Comunidade Maior de vida inteligente.

<>

Espalhe a mensagem sobre os Relatórios dos Aliados da Humanidade

Compartilhar a mensagem dos Aliados com outros é de importância vital pelas razões seguintes:

<> Você ajuda a quebrar o silêncio paralisante que cerca a realidade e o espectro da Intervenção extraterrestre.

<> Você ajuda a quebrar o isolamento que impede as pessoas a se ligarem umas com as outras no tocante a este grande desafio.

<> Você desperta os que sucumbiram à influência do Programa de Pacificação, e os oferece uma oportunidade de usar sua própria mente para re-avaliar o significado deste fenômeno.

<> Você fortalece a resolução dentro de si mesmo e dentro dos outros para não capitular ao medo ou a evitação quando enfrentam o grande desafio de nosso tempo.

<> Você traz confirmação às próprias percepções e ao próprio Conhecimento das outras pessoas sobre a Intervenção.

<> Você ajuda a estabelecer a resistência que pode frustrar a Intervenção e promover a capacitação que pode dar a unidade e a força à humanidade para estabelecer nossas próprias Regras de Interação.

AQUI HÁ ALGUNS PASSOS CONCRETOS QUE VOCÊ PODE FAZER HOJE MESMO:

<> Compartilhe este livro e sua mensagem com outros. O primeiro conjunto inteiro de Relatórios é agora disponível e pode ser lido e telecarregado gratuitamente no site dos Aliados: www.alliesofhumanity.org/pt.

<> Leia a Declaração da Soberania Humana e compartilhe este documento valioso com outros. Ela pode ser lida e imprimida no www.humansovereignty.org/portuguese-declaration.

<> Encoraje a livraria e a bibliotéca de seu bairro a ter ambos os tomos dos Aliados da Humanidade e os outros livros por Marshall Vian Summers. Assim a matéria fica mais acessível aos outros leitores.

<> Compartilhe a matéria e a perspectiva dos Aliados em forums e grupos de discussão em linha quando for appropriado.

<> Assista a conferências e encontros relacionados a este assunto, e compartilhe a perspectiva dos Aliados.

<> Traduza os Relatórios dos Aliados da Humanidade que ainda não foram traduzidos. Se você é multilínguo, por favor considere ajudar a traduzir os Relatórios a fim de torná-los disponíveis a mais leitores no mundo.

<> Contate a New Knowledge Library para receber um pacote gratuito dos Aliados com material que pode lhe ajudar a compartilhar esta mensagem com outros.

<>

Esta não é uma lista completa de maneira alguma. É apenas um começo. Olhe para sua própria vida e veja as oportunidades que podem se apresentar aí, e seja aberto/a a seu próprio Conhecimento e suas próprias percepções neste assunto. Além de fazer as coisas sugeridas aqui em cima, as pessoas já acharam maneiras creativas para expressar a mensagem dos Aliados – através da arte, da música, da poesia. Ache sua via.