SEGUNDO COMENTÁRIO DOS PROFESSORES: Os Efeitos do Programa de Pacificação

É fácil fazer perguntas. É mais difícil encontrar as respostas reais. As pessoas estão famintas por respostas, mas elas não têm a percepção ainda. Então quando se considera a mensagem nos Relatórios dos Aliados, as pessoas devem começar a desenvolver uma conscientização e sensibilidade da Comunidade Maior. Essa conscientização e sensibilidade não se desenvolve simplesmente obtendo respostas para perguntas. E de fato, mesmo se você tiver a resposta certa, se você não puder vivenciá-la, se você não puder reconhecê-la, se você não puder ver a aplicação, bem, do que adianta? Ela fica perdida na pessoa que está perguntando.

Portanto, a questão sempre retorna a desenvolver a conscientização e sensibilidade, e desenvolver a capacidade de saber. As pessoas querem provas, e daí elas vão até quem quer que seja que elas pensam ser o especialista, e o especialista dá opiniões, e as pessoas dizem, “Ah! Isso deve ser a prova porque o especialista disse assim”. Mas isso é tudo opiniões. Sem o Conhecimento, tudo é só opiniões na mente. E essas opiniões são desenvolvidas pelo condicionamento das pessoas, pela atitude e temperamento delas. As pessoas podem ter uma experiência com algo e tirar conclusões e avaliações, mas estarem totalmente erradas em sua estimativa.

No entanto, aqui nós estamos falando sobre uma consciência mais elevada. Não estamos falando sobre ter respostas. Sem essa consciência mais elevada, as respostas não serão o bastante, e a aplicação das respostas não será entendida. Em última instância, vocês devem ganhar essa consciência mais elevada. Essa consciência transcende a cultura humana, o condicionamento humano e até mesmo a sua identidade biológica. É uma percepção da vida conforme ela está se movendo em todo o lugar ao redor de vocês, e através de tudo o mais. Vocês precisam dessa consciência mais elevada para entender as plantas e os animais, o clima e o movimento do mundo. Vocês precisam disso para entenderem a presença das forças negativas no Ambiente Mental e a presença das Forças Angélicas, que estão aqui para lhes servir. E certamente, vocês devem ter essa consciência para estar ciente das forças da Comunidade Maior no mundo, para reconhecer as suas manifestações, as suas intenções e os seus métodos. Vocês precisam dessa consciência mais elevada para poderem distinguir amigos de adversários.

Então quando as pessoas fazem muitas perguntas, a resposta real é o desenvolvimento da consciência mais elevada. Isso leva você ao mistério, onde você pode não estar disposto a ir, mas é onde você deve ir se você for entender. Esse é o mistério da sua vida – o mistério daquilo que você sabe, o mistério de quem você é, o mistério do motivo pelo qual você está aqui e o mistério daquilo ao qual você precisa responder. Você não está aqui simplesmente para encher a sua mente com mais respostas que não podem ser reconhecidas ou entendidas.

Isso então, move as coisas na direção certa. Contudo é claro, existem pessoas que não podem tolerar o mistério e devem ter respostas, pensando que respostas irão resolver a investigação delas. Essas pessoas irão constituir a maioria das pessoas que investigam sobre os Relatórios dos Aliados da Humanidade e que irão questionar você sobre os Relatórios. Você, pessoalmente, não pode responder a todas as questões que existem sobre os Aliados – quem eles são, de onde vieram, como chegaram aqui, qual é o método de propulsão, onde eles estão se escondendo e como eles se comunicam. Como você pode sequer responder a todas essas questões?

No entanto, vocês podem estar cientes dos Aliados, e vocês têm a capacidade de reconhecerem a validade da mensagem deles. Vocês aprenderam o bastante sobre a vida e sobre a natureza para entender o ponto de vista deles, e o que eles enfatizam, e o motivo pelo qual é necessário. Isso é devido à consciência mais elevada, não porque vocês têm respostas. Os Relatórios dos Aliados da Humanidade fomentam perguntas. A razão pela qual os Relatórios não respondem a cada pergunta é porque vocês devem desenvolver a consciência mais elevada. Se eles contassem tudo sobre si mesmos aos leitores, as pessoas iriam dizer, “O que? Não acredito! Marshall está inventando tudo isso!” Você entende? Sem a consciência elevada, as pessoas não podem fazer uma conexão.

Já se pode ver os efeitos do Programa de Pacificação que está sendo gerado pela Intervenção. Já existem muitas pessoas que caíram nas garras disso, seja por suas próprias inclinações ou por influências de fora. Nisso as pessoas são levadas a acreditar que elas não podem realmente julgar nada. “Bem, não quero ser negativo. Vou estar aberto a isso”. Quem falou para elas estarem abertas a isso? “Vou estar aberto ao que for que acontecer”. Quem falou para elas estarem abertas ao que for que acontecer? O discernimento crítico das pessoas está sendo destruído. Daí algo acontece e elas dizem, “Bem, você sabe, não quero julgar a situação”. Do que você está falando? Você precisa avaliar o que está acontecendo. Essas pessoas pensam que não podem ser críticas. “Bem, na verdade não posso ser crítica. Não quero ser negativa”. Bem, pode ser necessário falar ousadamente e dizer que algo realmente não é apropriado. Mas essas pessoas não conseguem nem fazer isso. As pessoas que foram afetadas por esse Programa de Pacificação não conseguem nem tomar uma decisão. Elas não conseguem olhar para qualquer coisa e dizer, “Bem, isso é uma coisa boa” ou “Isso realmente não é uma coisa boa para mim”. Então elas acolhem tudo, pensando que é assim que se deve ser com a vida.

Não é assim que você deve ser com a vida. É verdade que você deve estar disposto a olhar para tudo. Mas não é verdade que você deve aceitar tudo, se vincular com tudo, acolher tudo. É claro que não! Uma consciência mais elevada não significa que você não faz avaliações críticas. Simplesmente significa que você vê as coisas a partir de um ponto de vista mais elevado. Isso não significa que tudo se torna cinza. Significa que tudo fica claro. Você vê com clareza o que fazer e o que não fazer, o que é bom e o que não é bom. Se isso não é o produto de estudo espiritual, então alguém está sendo desativado.

Embora seja verdade que você deve aprender a não julgar uma situação baseando-se no seu condicionamento ou crenças, em última instância você deve julgar uma situação baseando-se no seu Conhecimento, a Inteligência Espiritual que vive dentro de você. Esse é o árbitro final em seu discernimento.

No entanto, as pessoas não reconhecem isso. Elas dão o primeiro passo e pensam que isso é o último passo. O primeiro passo é onde você não julga. Isso significa que você deve aprender a olhar e a reconhecer algo, o que você não pode fazer se você julgar imediatamente. Esse é o primeiro passo, mas as pessoas acham que ele é o último passo. O último passo é muito diferente do primeiro passo. Você não julga no momento porque você precisa ver, saber e reconhecer o que você não está olhando. Isso é discernimento. Você não pode ter discernimento se você julgar as coisas imediatamente. Contudo além desse discernimento, você deve ver com clareza se algo é bom ou não.

Então você pode reconhecer que a Intervenção realmente não é boa para a humanidade. Em si própria, a Intervenção não é uma coisa boa! Mas se você diz, “Ah, não posso julgar a situação”, como você jamais vai saber? Você pode querer pensar, “Bem, provavelmente é bom em algum outro nível”. Uma pessoa pacificada irá dizer, “Eu vou ver como isso é bom para nós porque tudo que acontece é bom para nós”. Isso não é só ignorância humana; isso demonstra os efeitos do Programa de Pacificação, que encorajam as pessoas a confiar inconscientemente nas coisas, sem discernimento.

Você pode ver isso em todo lugar. Você pode ver isso na comunidade ufológica. Você pode ver isso nas comunidades espirituais. Você pode ver isso emergindo em pessoas em todo lugar ao redor de você. Os Relatórios dos Aliados criarão um rebuliço porque eles defendem o discernimento. Eles dizem, “A Intervenção não é boa para vocês”. Contudo, muitas pessoas dizem, “Bem, não sei. Deve ser bom. Quer dizer, não pode ser ruim”. Elas estão confusas. Elas não sabem o que pensar. “Bem, não sei. Realmente não consigo chegar a nenhuma decisão sobre isso”. Do que você está falando? A sua tomada de decisões ficou desativada? E em caso positivo, quem a desativou? Por que algumas pessoas estão pensando que elas devem estar abertas a tudo e serem receptivas a tudo? Sim, elas não querem estar julgando, mas esse é somente o primeiro passo. Elas não tomam o passo seguinte. Elas não exercitam discernimento. Em alguns casos, o discernimento delas desapareceu.

Esse é um problema crítico. Como resultado desse Programa de Pacificação, as pessoas não podem ver e não podem saber, e embora elas estejam confusas e talvez amedrontadas, basicamente elas simplesmente vão com a maré, “Bem, vou só ir com a maré. Vou tentar aceitar o que está acontecendo na minha vida”. As pessoas que estão pacificadas não conseguem resistir. Elas não conseguem lutar contra algo porque elas não acham que está tudo bem em fazer isso. Elas acham que tudo tem que ser aceito. De onde veio isso?

Essas idéias de aceitação não questionada são predominantes em boa parte do ensinamento espiritual que se vê hoje em dia. E as pessoas aceitam essas idéias plenamente. Elas pensam, “Bem, essa é a verdade superior. Nós seguimos a verdade superior”. Considere isso em luz do Programa de Pacificação e você começará a ver o quão penetrante ele realmente é.

As pessoas que estão sendo pacificadas serão levadas a acreditar que elas estão ganhando uma consciência mais elevada, quando de fato todo o poder delas está sendo tomado. O Programa de Pacificação é baseado em um entendimento da psicologia humana e das tendências humanas. Nisso as pessoas são condicionadas a pensar que para ser aceitáveis a Deus, elas basicamente devem entregar o que Deus deu para elas usarem. “Bem, para ser aceitável a Deus, eu devo ser manso e suave, e não julgador e devo aceitar tudo. Vou olhar para o bem em tudo”.

De onde veio isso? Tal submissão é meramente uma invenção humana? Isso é algo que as pessoas simplesmente inventam para si mesmas a fim de serem felizes no momento presente? Bem, em alguns casos, isso é verdade. Mas considere a pacificação da humanidade. Como as pessoas são pacificadas? Fala-se a elas o que elas querem ouvir, e fala-se a elas que na verdade elas não precisam considerar mais nada. Afinal de contas, se tudo que acontece a você é bom, então por que resistir a alguma coisa? Apenas aceite tudo! Esse é o Programa de Pacificação em ação.

Essa influência está se tornando onipresente ao redor de você. As pessoas correm para lugares onde a Intervenção está operando, pensando que a “energia” ali é muito elevada. Elas dizem, “Esse lugar é tão iluminado”. Ah, meu Deus! Elas estão pulando para dentro do fogo. Elas estão se entregando plenamente. Elas vão para esses lugares e sentem a energia ali e pensam, “Isso é realmente um lugar poderoso. É aqui onde tudo está acontecendo!” E quanto mais tempo elas ficam, menos elas sabem, e menos elas acham que podem retornar para as suas vidas antigas. Elas se tornam cada vez mais indiferentes e egocêntricas, e se tornam cada mais disfuncionais.

Esse desapego produz uma ansiedade em um nível mais profundo, um nível onde você sabe que a sua vida não está progredindo e que você não está indo para onde você precisa ir. Contudo essas pessoas pensam que esse desconforto é parte do medo delas, ou parte da psicologia delas que precisa ser erradicada e exorcizada para fora de si mesmas. E daí elas trabalham duro para ignorar os próprios sinais que estão lhes dizendo que as suas vidas estão incorretas e que elas estão perdendo as suas vidas.

Elas dizem, “Tudo é amor. Só seja amável. Só existe amor”. Se elas soubessem do que estão falando, isso realmente seria verdade. Mas elas acham que amor é simplesmente passividade, felicidade e submissão porque isso é o Programa de Pacificação agindo nelas. Agora elas estão estendendo isso para outras pessoas e elas mesmas estão se tornando pacificadoras. E depois de um tempo, bem, elas não vão saber o que elas sabem. E se algo estiver realmente errado, elas sentirão desconforto, mas elas vão pensar que é só parte do problema psicológico delas, e elas irão tentar deixar passar, ou remover ou enterrar. E então elas farão o que a Intervenção lhes falar. Elas vão dizer, “Recebi uma mensagem. Tenho que ir fazer isso. Estou sendo guiado. Isso é uma orientação interior para mim”.

Será muito difícil despertar as pessoas disso. Você tem que despertar a si mesmo primeiro. As pessoas estão tão imersas em sua indiferença e em sua busca por felicidade, é quase como se elas estivessem além do alcance. Elas estão tão acalmadas e tão condicionadas, você teria que soltar uma bomba no colo delas para acordá-las!

Você pode ver os efeitos do Programa de Pacificação nas comunidades espirituais em muitos lugares. Certamente não para todas as pessoas, mas para muitas pessoas, a submissão parece ser o caminho fácil, a maneira fácil, o caminho para a verdadeira felicidade. Desista de saber qualquer coisa, desista de avaliar qualquer coisa, desista de resistir a qualquer coisa, e se parece com “Ah, tudo é só felicidade daqui para a frente. Rota suave adiante!”.

Essas pessoas boas, a Intervenção vai simplesmente acalmá-las até um estado de apatia e então basicamente elas não serão um problema, e elas serão receptivas a qualquer coisa que lhes for dada. O saber natural delas estará tão removido da percepção delas, que se tornará o inimigo agora. Elas pensarão que é medo. Elas pensarão que é negatividade. E elas não vão querer nada com ele. Na verdade isso está acontecendo agora. Nós estamos falando sobre um caso extremo, mas esses casos extremos estão crescendo em escopo e magnitude. Muito mais pessoas estão simplesmente caindo nesse estado – até mesmo os jovens, alguns dos quais são especialmente inclinados a esse tipo de condicionamento.

Considere isso. Uma felicidade verdadeira vem como resultado de ser verdadeiro consigo mesmo, de desenvolver a sua própria integridade e de viver honrosamente com a sua integridade. Relacionamentos verdadeiros são baseados em compartilhar uma integridade real com outros, desenvolvendo relacionamentos de integridade, relacionamentos que expressam a sua natureza e propósito mais profundos na vida.

No entanto, olhe para os relacionamentos de uma pessoa pacificada, que diz, “Bem, nós estamos juntos enquanto parecer bom, enquanto estiver tudo bem, e se nós não estivermos juntos, tudo bem, e seja o que for que fizermos, está tudo bem”. Mas não está tudo bem. E elas sabem que não está tudo bem, mas o saber natural delas foi removido da percepção delas. Como resultado, elas dizem, “Eu não vou sentir essas coisas. Elas estragam a minha felicidade, a minha paz, a minha tranquilidade”. E contudo não existe paz ou tranquilidade porque não existe integridade, e como não há integridade não existe um relacionamento real.

Você vê aqui como o veneno está imerso na própria comida que as pessoas querem comer? A comida espiritual está sendo envenenada. Quantos professores espirituais hoje em dia estão ensinando sobre discernimento real? Quantos estão promovendo uma integridade pessoal real? Quantos estão encorajando as pessoas a olharem com clareza e verem? Quantos estão encorajando seus estudantes a responder ao mundo? Existem alguns de fato, mas olhe ao redor de você e verá o Programa de Pacificação sendo promovido inconscientemente.

Como isso é perfeito para a agenda alienígena. Leva tempo, mas a partir da perspectiva deles, bem, os resultados valem a pena. A Intervenção terá então uma vasta rede de pessoas obedientes através das quais a agenda deles pode fluir. E as pessoas nunca vão saber de onde isso está vindo.

Em um outro cenário, a situação se torna mais complicada. Nele a Intervenção começa a mostrar o seu lado negro. Nem todo mundo pode ser pacificado facilmente. Aqueles que não podem ser pacificados pela Intervenção serão dirigidos pela Intervenção a julgar aqueles que se opõem à Intervenção. Isso será particularmente verdadeiro para pessoas que possuem opiniões e preconceitos religiosos extremos. Essas pessoas serão dirigidas a condenar aqueles que não compartilham de suas opiniões. De fato, existem pessoas em algumas comunidades religiosas que irão receber mensagens dizendo que todos os inimigos de Cristo devem ser erradicados se eles não puderem ser salvos e que a Segunda Vinda irá exigir a limpeza da família humana.

Existem indivíduos hoje que estão sendo dirigidos dessa maneira, e embora eles não representem necessariamente a liderança dessas comunidades religiosas, a ênfase deles irá crescer conforme a frustração deles aumenta. Eles estão esperando a grande vinda de Jesus, e pensam que isso não está acontecendo devido à pecaminosidade da família humana, pecaminosidade que deve ser erradicada agora e não simplesmente resistida. E o Jesus que virá não será o Jesus real, mas será o Jesus preparado pela Intervenção. Esse será um Jesus falso que eles não conseguem realmente reconhecer porque não estão desenvolvidos no Conhecimento. Esse Jesus não trará paz senão um ajuste de contas. Esse ajuste de contas será bem-recebido pelos seguidores porque eles mesmos estão cheios de queixas acreditando que as suas profecias não estão sendo cumpridas devido à pecaminosidade da humanidade e que essa pecaminosidade agora deve ser removida para trazer o Céu à Terra.

Você consegue, por um momento, ver quão fácil seria para uma presença da Comunidade Maior aqui prover esse tipo de influência, a Intervenção, tão habilidosa em influenciar o Ambiente Mental e tão ciente das tendências e fragilidades humanas? Consegue ver como, devido a essa manipulação, os justos poderiam começar a declarar guerra contra aquelas pessoas que discordam deles, e contra aqueles que preservariam o Conhecimento no mundo? Você consegue ver quão fácil seria para isso ser gerado?

Mesmo os verdadeiros crentes em Cristo seriam visados, porque eles não compartilham dessas queixas, e assim eles não estão em conformidade com aqueles indivíduos que estão sendo dirigidos pela Intervenção. Os verdadeiros crentes em Cristo iriam enfatizar harmonia, reconhecimento e tolerância. Mas aqueles sendo dirigidos pela Intervenção só querem vingança por suas profecias falidas. Eles querem que a punição de Deus seja exigida e o júri agora para executar o que eles acreditam é a vontade de Deus. Como a Intervenção irá erradicar os seus oponentes? Caso ela ganhe poder suficiente, você pode ver como isso pode ser feito.

Onde a pacificação não puder ser alcançada, a Intervenção irá influenciar as pessoas a executar as suas hostilidades uns sobre os outros. Conforme o mundo fica mais difícil, conforme os recursos diminuem, conforme as populações crescem, conforme a competição aumenta, conforme tragédias ocorrem mais frequentemente, o senso de tolerância das pessoas irá diminuir, e as suas queixas serão encorajadas – não somente pela Intervenção, mas certamente por aqueles que são ambiciosos e querem se colocar em posições de poder. Quão perfeito isso fica na agenda alienígena, que busca simplificar e restruturar a fidelidade da humanidade. A Intervenção não se importa com qual religião usar desde que possa alcançar esses resultados. É por isso que um devoto cristão, muçulmano, hinduísta ou budista devem todos aprender o Caminho do Conhecimento. Caso contrário, como eles podem distinguir entre uma influência espiritual e uma influência da Comunidade Maior? Para quem está sem discernimento, bem, tudo parece estar vindo de um lugar superior, dos Céus. Então em quem você pode confiar?

A Intervenção pode criar cenários espirituais maravilhosos para ativar aqueles indivíduos que são mais inclinados a serem seus mensageiros. Não é difícil para a Intervenção fazer isso. Eles simplesmente encenam um drama e colocam alguém no meio dele, e essa pessoa não consegue saber a diferença. As pessoas não sabem o que é uma presença da Comunidade Maior. Para elas, tudo está vindo de outro lugar, não do nível delas, mas de um lugar mais alto. Então em um cenário, uma imagem de Jesus é projetada para uma pessoa zelosa, e a pessoa zelosa diz, “Jesus veio a mim”. E esse Jesus diz, “Você deve reunir os meus seguidores verdadeiros e você deve denunciar todos os outros!”. E o seguidor zeloso diz, ‘Sim, Mestre, sim, Mestre!“.

Incrível? Sim. Impossível? Não. Se a agenda alienígena é criar uma fidelidade humana unificada e obediente, ela deve erradicar os elementos dissidentes, os elementos não compatíveis. Eles não farão isso eles mesmos, porque então todo mundo saberá que existe uma Intervenção. Ao invés disso, eles farão com que seres humanos façam isso para eles, em nome das convicções e preconceitos religiosos da pessoa. E ninguém saberá o que está por traz de tudo isso. Algumas pessoas pensarão que é Satanás ou Lúcifer, mas elas não saberão.

É a ignorância humana que é a sua maior fraqueza. É o Conhecimento da humanidade que é a sua maior força. A Comunidade Maior, o universo habitado no qual você vive, é um ambiente muito sofisticado de interação e influência. Se os seres humanos vão seguir os seus preconceitos, seus ódios e suas queixas e não puderem distinguir entre uma influência espiritual e uma influência da Comunidade Maior, então a Comunidade Maior é um ambiente extremamente perigoso. Alguém na Comunidade Maior pode ocasionalmente conquistá-lo para o Coletivo deles ou para a causa deles. Como eles farão isso? Eles vão simplesmente usar aquilo no qual você já acredita ao invés de lhe ensinar algo novo.

É por isso que aprender o Caminho do Conhecimento é tão importante e vital, porque isso lhe ensina sobre a realidade da vida e da espiritualidade na Comunidade Maior. Isso lhe ensina sobre a natureza da manipulação e como proteger a si e a outros. Isso lhe ensina como reconhecer os efeitos e as manifestações do Programa de Pacificação e o que você pode fazer hoje para desenvolver a sua própria imunidade contra essas forças, que influenciam tanto outras pessoas.

Isso é necessário e crítico no mundo hoje. Todos os dias homens e mulheres de boa consciência estão caindo sob alguma persuasão que não conseguem discernir. É um processo gradual. Mas finalmente eles acabam nem tendo nenhuma idéia sobre o que está acontecendo em suas vidas e se tornam hostis à qualquer tipo de correção.

Conforme você começa a desenvolver essa conscientização da Comunidade Maior em si, e conforme você começa a compartilhar a mensagem dos Aliados com outras pessoas, você verá essa resistência. Você verá a incapacidade das pessoas em responder. É como se dentro delas, alguém tivesse tirado o plugue da tomada, e agora elas simplesmente não sabem nada. E se elas respondem em algum nível, elas podem tentar pacificar a si mesmas. Elas dizem, “Bem, é somente um ponto de vista, e você sabe, nós temos que olhar para o que é bom nessa situação. Nós realmente temos que aceitar essa situação. Se os visitantes estão aqui, então eles devem estar aqui com um propósito, e nós temos que nos abrir a esse propósito. Talvez alguns deles não sejam bons, mas alguns deles são bons, e nós temos que amá-los para entendê-los”.

Isso é tudo mentalidade de pacificação. Essa é a coisa fácil a se fazer. Simplesmente ceda. E se a felicidade é o alvo da sua vida, você irá ceder. Você irá comprometer a sua integridade. Você irá negar as suas próprias ansiedades. Você vai deixar passar os sinais e os alertas e as dicas que lhe dizem que algo não está certo aqui. Você pode dizer a si mesmo, “Bem, isso tudo é apenas parte do drama da vida, e eu vou ficar acima disso tudo”.

Por todo o mundo hoje, os Sábios estão se retirando porque a Intervenção está aqui. Somente alguns poucos estão em posição de defender. Marshall é uma dessas pessoas. Contudo ele precisará que outros o ajudem. O mundo não está perdido. Mas o risco do mundo se perder está aumentando.

Portanto, você não pode simplesmente se retirar e ir viver uma vida rural e pastoral em algum lugar, se desligando de tudo, só estando feliz todos os dias, voltando para a natureza, carregando os seus galões de água, plantando milho, preparando refeições e vivendo ao longo das estações. Isso já acabou! Se você for ser consciente, auto-determinado e ter a sua própria integridade, não existe fuga agora. Não existe correr para a floresta e fingir que isso não está acontecendo.

Não existe mais uma contínua terapia em si mesmo. No final, a única terapia real é se tornar real com o que você sabe, se posicionar por aquilo que você sabe, aprender a sabedoria necessária para levar o que você sabe e comunicar o que você sabe de forma compassiva e poderosa. Isso é o que qualquer forma de terapia real deve lhe levar a fazer. Você vai voltar e consertar a sua infância? Você vai encontrar o amor não correspondido que os seus pais não lhe deram? As pessoas que ficam concentradas demais nessas coisas se tornam desativadas. Elas se tornam limitadas como se estivessem em uma cadeira de rodas em suas próprias mentes. Todas elas poderiam se tornar promotoras da verdade, mas ao invés disso, tudo que elas se tornam é promotoras de terapia, e muito da terapia que se faz hoje em dia não leva à verdade. Não existe fuga. Não existe se realizar pessoalmente às custas de estabelecer a sua própria integridade, sabendo a verdade e se posicionando pela verdade.

A humanidade deve se tornar unida, do contrário ela será dominada na Comunidade Maior. Isso é tão óbvio quando você pensa sobre isso. Se outras forças além do mundo querem o seu planeta, os seus recursos e a fidelidade humana, bem, se a família humana está dividida, vocês estão realmente convidando outros para avançarem sobre vocês. “Claro, venham! Existe bastante espaço para todo mundo!”.

Aqueles que resistem a Intervenção serão acusados de serem não esclarecidos e de estarem cheios de medo. Alguns serão acusados de resistir a Intervenção para proteger interesses especiais. E existem algumas pessoas que irão resistir a Intervenção por esses interesses. No entanto, existem aqueles que irão resistir a Intervenção porque é uma Intervenção. Mas com o Programa de Pacificação, quem pode sequer chamar isso do que é realmente? Quem pode dizer, “Isso é o que é!” sem incorrer em resistência e condenação? Isso é um problema real hoje.

Nós encorajamos que as pessoas desenvolvam o seu discernimento, a sua discrição e a aplicação das suas próprias faculdades críticas. O que nós encorajamos aqui não está baseado em preconceito pessoal ou condicionamento social, mas está baseado no Conhecimento. O Conhecimento é a parte de você que sabe. É a mente maior dentro de você, que o Criador lhe deu para enfrentar os desafios e as oportunidades da sua vida. É a voz da consciência dentro de você. As pessoas comparam seus sistemas de crença e julgam-se umas às outras, mas não é disso que estamos falando.

Nós estamos falando sobre resgatar a humanidade de uma situação que iria escravizá-la. Nós estamos falando sobre preservar a liberdade e a auto-determinação da humanidade e estamos falando sobre encorajar a integridade humana no meio de forças da Comunidade Maior que estão intervindo em seu mundo. É impossível alcançar isso? Bem, de certa forma, a verdade sempre parece impossível. A promoção e a preservação da verdade sempre parece estar enfrentando chances insuperáveis. Mas isso é só porque a verdade não é valorizada, reconhecida e sentida profundamente por um número suficiente de pessoas. O que vai tirar a humanidade dessa situação é a mesma coisa que vai tirar a humanidade de todas as situações. É enfrentar a verdade e fazer o que precisa ser feito.

Existem muitas pessoas no mundo hoje que estão muito desconfortáveis porque elas sabem que algo muito errado está acontecendo. Talvez elas achem que esse desconforto é somente um problema psicológico delas. Talvez elas achem que é somente um problema político, econômico ou ambiental. Se elas não tem uma conscientização da Comunidade Maior, então elas tem que focalizar a atenção em alguma outra coisa e procurar outro tipo de causa. Mas elas sabem que algo não está certo sobre o que está acontecendo hoje. As coisas não parecem estar certas. As coisas estão se movendo em uma direção para onde não deveriam estar se movendo. Algo está acontecendo que vai mudar as coisas, mas não de uma maneira boa. E as pessoas que sentem isso estão desconfortáveis. Elas acordam com esse desconforto; elas vão para a cama com esse desconforto. Simplesmente está ali. Elas sentem isso quando estão fora no mundo. Algo não está certo.

De onde vem esse desconforto? Por que está ali? Você pode meditar. Você pode sair de férias. Você pode ter uma ótima comida. E você pode ter momentos alegres. Mas daí você retorna para o desconforto. Algo está errado. Não é só porque existe pobreza, guerra ou privação no mundo. Essas coisas sempre estiveram com você. É outra coisa que está acontecendo aqui. Outra coisa que realmente não está certa.

Contudo você olha ao redor e a maioria das pessoas não está ciente. Elas não sabem disso. Elas não sentem isso. E elas não se importam. Ou elas tem boas desculpas. “Ora, você sabe. É só a natureza humana”, ou “Você sabe, é o medo das pessoas. Elas só precisam ser mais amáveis”. E você escuta desculpas muito esfarrapadas para algo que é tremendo.

A sua conscientização deve crescer. O seu fogo precisa crescer e se tornar mais forte – o fogo da verdade, o fogo do Conhecimento. De outra maneira, o seu fogo está sempre abafado, extinto por ambivalência pessoal, medo pessoal, preferências pessoais ou pelo tipo de apatia que é o produto do Programa de Pacificação.

A luz da verdade deve se tornar forte porque existem forças maiores de trevas aqui agora. O engano é profundo e complexo. A negação é penetrante, e a complacência é penetrante e cresce mais a cada dia. Somente o Conhecimento dentro de você pode penetrá-la.

A humanidade está perdendo a sua liberdade, devagar mas de fato, e de tal forma que essa perda será muito completa devido à inteligência da agenda por trás disso. Isso pode acontecer por causa das predisposições de tantas pessoas hoje. Isso pode acontecer por causa dos efeitos do Programa de Pacificação, que agora está tão bem estabelecido em muitas partes do mundo.

Portanto, será preciso coragem e uma forte campanha e defesa da causa para ativar aquelas pessoas que já sentem o desconforto, que já sentem o problema mas que não podem identificar o problema ou a fonte dele. E será preciso uma forte campanha para alcançar aquelas pessoas que começaram a ceder mas cujo senso de integridade está intacto o bastante para que saibam que existe um problema dentro delas e ao redor delas, e que estão lutando para manter a sua clareza mental conforme a névoa abaixa.

Para aqueles que já cederam completamente, pode não existir solução. Eles podem estar além do seu alcance. Seria preciso um Poder Maior, a Presença Angélica, para alcançá-los. Mas mesmo aqui, é bem difícil porque a pacificação pode se tornar tão completa que as pessoas irão pensar que a própria mão da Graça que está tentando resgatá-las é a própria coisa que eles devem evitar.

Você só pode alcançar aqueles que estão desconfortáveis, que têm um senso de saber que a integridade deles está sendo violada e que começaram a sentir a persuasão da Intervenção mas não cederam à ela. Existem muitas pessoas nesse grupo. Você não está falando com uma minoria. Essa campanha levará tempo. Não é algo que pode ser feito em algumas semanas, meses ou anos. É algo que deve ser contínuo.

O emergir da humanidade na Comunidade Maior será bem difícil por causa da Intervenção. Irá exigir que uma consciência mais elevada seja cultivada, protegida e mantida em um número suficiente de pessoas. Vai exigir um nível maior de discernimento e discrição, um cuidado maior sobre com quem você se associa e o que você comunica. Vai exigir uma conscientização e sensibilidade maiores ao mundo e àquelas forças que estão agora no mundo lançando uma influência sobre a humanidade.

Desenvolver essa conscientização e essa sensibilidade, e estabelecer uma integridade e relacionamentos que representam essa integridade são coisas absolutamente fundamentais para o sucesso. É isso que vai manter o Conhecimento vivo no mundo. É isso que vai desenvolver a liberdade e mantê-la viva no mundo. É isso que vai manter a humanidade intacta. Pois uma vez que vocês tenham perdido a sua integridade e a sua liberdade, é muito difícil reconquistá-las. Muito difícil. Mesmo quando as pessoas sacrificaram a sua integridade por relacionamentos, por dinheiro ou por vantagens, mesmo sob essas circunstâncias mais normais, é muito difícil reconquistá-la. Você tem que montar um tremendo esforço e assumir riscos. É mais fácil então, se manter longe de problemas do que sair deles. Você não vai querer se tornar um prisioneiro em seu próprio mundo. Você não vai querer se tornar um prisioneiro em sua própria mente. Você não quer se tornar um prisioneiro de ninguém ou de nada mais.

Se vocês pudessem ter uma perspectiva da Comunidade Maior nesses assuntos, vocês iriam reconhecer que embora a humanidade tenha grandes dificuldades e sérias fraquezas, ela ainda é relativamente livre no universo. É claro, vivendo na superfície do seu mundo em isolamento, vocês não podem ver isso porque vocês não tem a perspectiva. É por isso que os Relatórios dos Aliados são tão valiosos, porque eles lhe dão uma perspectiva que vocês mesmos não poderiam ter de outra maneira. Como vocês poderiam se comparar com o resto da vida no universo? Como vocês poderiam entender o valor da sua liberdade se vocês não pudessem ver que uma liberdade como essa é rara e deve ser bem protegida na Comunidade Maior?

É por isso que os Aliados provêm uma perspectiva maior. Contudo algumas pessoas irão reclamar, “Bem, eles não nos dão respostas. Eles não nos dizem datas, fatos, números e localizações”. Não é isso que é importante. É o entendimento, a perspectiva, a consciência mais elevada que são criticamente importantes. Quem se importa de onde vêm os Aliados? Os nomes dos seus mundos não fariam sentido para vocês. Vocês não poderão ir lá por muito tempo! Certamente não em seu tempo de vida. Os Aliados estão provendo o que é importante para vocês saberem sobre a Comunidade Maior e sobre a Intervenção. Eles estão lhes dizendo quem está aqui, porque eles estão aqui e o que eles estão fazendo. Eles estão apontando o caminho para o que deve ser feito para neutralizar essa Intervenção, que inclui o desenvolvimento de uma conscientização da Comunidade Maior e uma consciência mais elevada.

Esse desenvolvimento deve ser enfatizado sempre. É tão importante e vital, do contrário as pessoas irão perder o essencial de toda a questão. Elas irão só supor que isso é meramente alguma coisa fenomenal que provavelmente não é verdade mesmo. Alguns vão dizer, “Esses Aliados nem dizem os seus nomes ou como chegaram aqui”. Isso é estupidez! Se Deus envia um emissário, você nega o emissário porque ele não responde perguntas triviais? Deus enviou os Aliados aqui para ajudar a instruir a humanidade e para alertar a humanidade sobre os graves riscos que ela enfrenta nesse momento. Isso será negado porque alguma informação trivial não foi dada?

É por isso que o desenvolvimento de uma conscientização da Comunidade Maior é tão importante e vital agora. É por isso que uma consciência mais elevada deve ser promovida e preservada. É por isso que você mantém o Conhecimento vivo no mundo. É isso que deve ser apoiado e honrado nesse grande momento decisivo.

Honre esse material. Reconheça ele como sendo um presente da Graça. Responda à ele. Tenha a coragem de fazer isso. Resista a pacificação. Resista a influência de se tornar apático e insensível ao seu próprio Conhecimento. Resista a tentação de se dedicar à sua própria felicidade acima de todo o resto. Resista a tentação de atacar as pessoas de outras fés, culturas ou nações. Resista a Intervenção através da conscientização, através de campanha, através de entendimento. Promova a cooperação, unidade e integridade da humanidade.